A Huawei Marines Networks e a Global Marine finalizaram a instalação de um novo cabo submarino no litoral brasileiro. Com isso, nosso país terá mais uma ligação direta com a África, o que deve melhorar a velocidade da internet em toda a América do Sul e no continente africano.

Entretanto, a principal vantagem para o Brasil com o início da operação desse novo cabo tem a ver com a melhoria na comunicação digital com a Ásia, que poderá passar por Kribi, nos Camarões, seguir para a Inglaterra, e, então, chegar ao oriente.

As responsáveis por operar essa nova conexão serão as operadoras China Unicon e a Camtel, operadora estatal do governo de Camarões. O cabo de fibra óptica tem 5.917 km de extensão e começa em Fortaleza.

“Ele permite aumento de velocidade e maior oferta de conexão. É uma nova autoestrada chegando ao Brasil. Fora isso, ele é uma nova oferta, chega com o custo por terabit mais competitivo. Ou seja, ele pode trazer benefícios da livre concorrência”, afirma Nicolas Driesen, diretor técnico de vendas da Huawei, em entrevista a EXAME.

Essa nova estrutura vai permitir a transferência de dados com velocidade de até 32 Tbps, mas, inicialmente, a operação trabalhará com uma velocidade reduzida.



Source link